Você está aqui
Home > Cotidiano > Desenvolvimento da linguagem oral

Desenvolvimento da linguagem oral

RECÉM-NASCIDO

O choro e alguns ruídos dão algum prazer e são as únicas vocalizações da criança. O seu choro também pode significar fome, fralda suja, dor…. Logo você será capaz de entender o que ela quer expressar. É capaz de diferenciar a voz humana de outros sons.

 1 a 3 MESES

Chorar continua sendo seu principal meio de comunicação, mas eles começam a repetir ahaha (balbucios). Estimule-o conversando com ele.

 4 a 7 MESES

O bebê descobrirá que seus sons e choro tem efeito em você e se utilizará disso para chamar a atenção. Os pais tem o papel de interpretar o que a criança emite.

 8 a 12 MESES

Os balbucios continuam e surgem as primeiras palavras ba, ga, mama, dada. Ele entende o que você diz, como: “olha o papai”, “não”. Então estimule pegando a bola e dizendo “bola” e perguntando a ele o que é.

 1 a 2 ANOS

Ele compreende e expressa melhor. É capaz de apontar um objeto e dizer seu nome. É normal que apresente repetições, prolongamentos que é considerado uma disfluência (gagueira) fisiológica. Não chame atenção para esta disfluência, pois é considerado normal para as crianças de 1 a 6 anos. Pode haver troca de fonemas, já que a linguagem é um aprendizado novo para ele.

  • COMPREENDE DIVERSAS ORDENS FALADAS
  • FALA DE 20 A 50 PALAVRAS
  • COMEÇA A JUNTAR PALAVRAS: “DÁ ÁGUA”, “NENÊ CAIU”, “BÔ PAPAI”, ETC.

2 a 6 ANOS

Aos dois anos e meio seu vocábulo vai aumentando cada vez mais e suas sentenças vão se tornando mais complexas. Aos seis anos sua linguagem está quase completa.

 COMO ESTIMULAR A LINGUAGEM DO SEU FILHO

Para estimular o desenvolvimento da linguagem é preciso que desde a gestação os pais conversem com o bebê, toquem a barriga, demonstrando assim o amor e o carinho. É importante também que durante a amamentação, a mãe converse com o bebê, pois isso pode acalmá-lo. O recém-nascido se comunica através do choro e alguns ruídos que lhe dão prazer, dessa forma é importante estar atento ao seu comportamento.

  • Ao iniciar as primeiras palavras valorizar suas tentativas com incentivos. As palavras erradas devem ser aceitas, mas “devolvidas de forma adequada”. Não imite o erro e nem utilize-se de fala infantilizada.
  • Desde muito cedo, utilize-se de livros para contar histórias, faça encenações, dramatizações com uso de fantoches
  • Dê um bom modelo de fala e linguagem, sempre que possível fale calmamente, articulando bem as palavras
  • Não interrompa quando a criança estiver falando.
  • Não interpretar os gestos da criança, mas sim estimular a produção das palavras

 fotoo

QUANDO PROCURAR UM FONOAUDIÓLOGO

Quando você desconfiar que seu filho não está falando de modo correto para a sua idade não demore a procurar ajuda. Se houver algum problema é importante descobrir o mais rápido possível para que o profissional possa orientar a família quanto a melhor conduta a ser tomada.

 

 

         Adriana Mª A. Corrêa Vaz

Fonoaudióloga / CRFª 2 – 13709

E-mail: drifono.joasp@yahoo.com

 

Tribuna Portal
Tribuna Portal é uma mídia da KGS Comunicação&Marketing, que inclui o Tribuna da Cidade e a Tribuna Revista. Estância Turística de Joanópolis, SP, Brasil
http://tribunaportal.com

Deixe uma resposta

Top